• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Presidentes das Centrais se reúnem no RJ para preparar Greve Geral

A reunião teve a participação da CUT, Nova Central, CTB, CGTB, Intersindical, CSP-Conlutas, CSB e Força Sindical

Publicado: 07 Maio, 2019 - 11h46 | Última modificação: 07 Maio, 2019 - 12h02

Escrito por: CUT Rio

Divulgação
notice

Com a presença dos presidentes e representantes das Centrais Sebastião (Nova Central), Paulinho (CTB), Pitéu (CSP-CONLUTAS), Pedra (CGTB), Marcelinho (CUT), Luan (Intersindical), Marquinhos (Força Sindical) e Bárbara (CSB), a reunião que aconteceu no sindicato dos rodoviários debateu a pauta da Greve Geral, marcada para o dia 14 de junho.

A unidade é a palavra de ordem das manifestações que estão por vir. Teremos no dia 15 de maio mais uma etapa para a construção da Greve Geral com a greve da educação que sofre um corte de 30% nas universidades federais e institutos, inviabilizando suas atividades já no ano de 2019. É claro para todas as Centrais que a situação é gravíssima e somente a união acima do que nos diferencia será capaz de trazer um resultado satisfatório para a luta. "Momentos únicos pedem medidas extremas, infelizmente a via do diálogo não é possível e a direção é clara de todos por uma Greve Geral no próximo mês. Não tem volta." disse Marcelinho, presidente da CUT Rio.

Reunir todos os presidentes e representantes das Centrais é uma oportunidade única de avaliar qual a capacidade de mobilização que cada categoria pertencente a cada Central, tendo assim um ponto de partida para parar o país. Somente a unidade da classe trabalhadora neste momento poderá nos salvar de um futuro próximo devastador. Esta proximidade entre as Centrais é o inicio de uma mobilização que promete ser histórica para o momento que vivemos.