• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nota sobre a demissão de 20 funcionários da Light portadores de deficiência

Empresa que assinou acordo de responsabilidade social que prevê “A inserção dos trabalhadores portadores de deficiência” praticou assédio moral e depois demitiu

Publicado: 09 Janeiro, 2020 - 16h55

Escrito por: CUT Rio

Arquivo
notice

A Central Única dos Trabalhadores no Rio de Janeiro repudia as práticas feitas pela Light com seus funcionários portadores de deficiência. Vinte destes trabalhadores procuraram o Sintergia, sindicato responsável pela categoria e filiado a CUT, para homologar sua demissão. No ato, vários denunciaram sofrer assédio moral, desrespeitando suas condições de PCD’s, o que é inaceitável.

É estranho que isso venha de uma empresa que anualmente assina com o sindicato um acordo de responsabilidade social, que tem como objetivo a inserção de pessoas portadoras de deficiência em seu quadro de funcionários. Medidas para que a situação seja negociada foram tomadas e um ofício para reunião urgente com a Light já foi enviado.

A CUT Rio se solidariza com estes trabalhadores e se soma aos esforços para que essa ação não seja esquecida ou se repita. A Central estará junto com os trabalhadores em um ato que acontecerá no dia 14/01 a partir das 7h30min em frente ao edifício-sede da Light, na Avenida Marechal Floriano.