• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nota de repúdio contra a demissão do petroleiro Alessandro Trindade

Nota de repúdio contra a demissão do petroleiro Alessandro Trindade

Publicado: 04 Junho, 2021 - 11h07

Escrito por: CUT Rio

Divulgação
notice

A CUT-Rio repudia com veemência a demissão por justa causa do petroleiro Alessandro Trindade, diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) pela Petrobras, nesta quarta-feira, 2 de junho, e se solidariza com o dirigente sindical. A demissão foi justificada pela empresa porque, segundo ela, o empregado participava da ocupação Campo de Refugiados, situada no terreno da petroleira, em Itaguaí.

Segundo o Sindipetro-NF, Alessandro não faz parte do Campo de Refugiados, mas esteve no local em uma ação solidária, distribuindo cestas básicas para a população carente, através do grupo Petroleiros Solidários. O grupo é formado por trabalhadores da Petrobras e existe desde o início da pandemia, atuando na ajuda de pessoas desempregadas e em situação de necessidade.

É inadmissível que uma ação de solidariedade seja usada como justificativa para demitir um trabalhador e é vergonhoso tamanho ataque à liberdade de organização sindical perpetrado pela Petrobras. A luta continua sendo por vacina no braço e comida no prato. Enquanto os governantes não fazem o seu trabalho, a população civil se organiza para não morrer de fome.

A CUT-Rio manifesta todo o seu apoio ao petroleiro Alessandro Trindade e ao Sindipetro-NF.