• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Greve da Dataprev impede as demissões na estatal

Empresa recuou e mandou carta aos funcionários que já estavam em processo de desligamento, revertendo demissões

Publicado: 04 Fevereiro, 2020 - 14h53

Escrito por: CUT Rio

Divulgação
notice

A greve iniciada pelos funcionários da Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social) já rendeu frutos. O plano da diretoria era demitir até 15% dos trabalhadores da empresa.

No quadro atual, 494 dos 3,36 mil funcionários iriam para a rua. A já vitoriosa greve trouxe de volta 13 desses funcionários que já estavam em processo de demissão. A empresa divulgou que enviou cartas aos trabalhadores informando a decisão.

No Rio de Janeiro, cerca de 80% dos trabalhadores da Dataprev aderiram ao movimento grevista. A grande massa de trabalhadores pode ser vista nos piquetes montados no Cosme Velho e especialmente nas assembléias como a que aconteceu hoje na porta da sede da empresa em Botafogo.

Além de informes, foram feitas falas políticas de sindicatos que foram até o local apoiar o movimento e dirigentes da Central Única dos Trabalhadores. Ao final uma camisa com a foto de Bolsonaro foi queimada simbolicamente na porta do prédio.

A grande aglomeração que chegava a 700 pessoas, não se dispersou após o fim das falações e pouquíssimos trabalhadores voltaram para o prédio para trabalhar, mostrando a força que a greve tem na categoria.