• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

1º de Maio é marcado pela unidade no RJ

Todas as centrais sindicais estavam presentes e representadas nos atos do Dia do Trabalhador e em uníssono chamam a Greve Geral no dia 14 de junho

Publicado: 02 Maio, 2019 - 10h50 | Última modificação: 02 Maio, 2019 - 12h43

Escrito por: CUT Rio

Arquivo
notice

O Dia do Trabalhador começou cedo no Rio de Janeiro, às 9 horas da manhã já se concentravam na Praça Mauá trabalhadoras e trabalhadores preparando as barraquinhas dos sindicatos e movimentos sociais. A organização do evento estima que durante o dia passaram cerca de 10 mil pessoal pelo ato. A marca do dia foi a unidade. Sindicatos, frentes e em especial centrais sindicais focaram em falas unitárias para deixar de lado o que nos divide e criar as condições necessárias para uma greve geral no dia 14 de junho de 2019. Todos os presidentes de centrais sindicais estiveram presentes no carro de som confirmando o momento unitário.

Durante o dia, diversas atividades culturais ocorreram. Desde um jogo de futebol organizado em praça pública pelos Torcedores Pela Democracia até uma peça de teatro a céu aberto com a Cia Emergência Teatral, focada em explicar em linguagem popular o que acontece neste momento com a Reforma da Previdência. Em diversos momentos baterias de samba alegraram o ato com batuques que intercalavam outras atividades, como a aula pública ministrada pelo Deputado Estadual Waldeck Carneiro.

Atos em Macaé, Campos, no norte fluminense, e Volta Redonda no sul fluminense, fizeram sua parte estando na rua para alertar a população sobre o momento que passamos e comemorar o Dia do Trabalhador com muita luta.